Tele Vendas: 3332-1754 / 3789-7443

Estudo mostra que sono ajuda no desenvolvimento cerebral das crianças

Em estudo publicado esta semana na revista Science Advances, cientistas americanos encontraram mais evidências de que a fase do sono chamada de REM — a mais profunda e que costuma abrigar as imagens oníricas — é fundamental para cristalizar as conexões entre neurônios formadas durante o dia, fazendo com que as informações adquiridas quando se está acordado fiquem armazenadas no cérebro. O estudo também reforça a tese de que dormir bem é essencial para o desenvolvimento mental das crianças, o que explicaria por que os bebês passam tanto tempo com os olhos fechados.

A curiosidade sobre o motivo que faz recém-nascidos passarem tanto tempo dormindo, por sinal, foi o que motivou o estudo, conta ao Correio Braziliense o pesquisador Marcos Frank, coautor do trabalho. “Um antigo mistério na biologia é por que os bebês passam tanto tempo no sono REM? E por que nós perdemos todo esse sono REM à medida que envelhecemos?

Não são apenas os seres humanos, todos os mamíferos semelhantes a nós mostram as mesmas mudanças no desenvolvimento”, diz o cientista da Universidade Estadual de Washington. “Surgiu entre especialistas, então, a ideia de que o sono é necessário para o desenvolvimento do cérebro, mas isso tem sido difícil de estudar. Mas é importante investigar essa questão porque, talvez, o mau sono na infância possa ter efeitos prejudiciais sobre o cérebro que duram toda a nossa vida”, completa.

Programa Bem Estar reforça cuidados com o sono

Na segunda-feira (20), o programa Bem Estar, da Rede Globo, tratou sobre hábitos ruins na hora de dormir e uso inadequado de colchões e travesseiros. A fisioterapeuta e educadora física Flávia Gomes Martinez e o ortopedista Alexandre Fogaça deram dicas para ter uma noite de sono tranquila e sem dor.

Alexandre explicou a importância da densidade dos colchões e o programa disponibilizou em seu site a tabela de biotipos, para que os consumidores saibam que tipo de colchão é o ideal para seu peso e altura.

“Em média o colchão dura de cinco a dez anos. Você precisa seguir a orientação do fabricante e ficar de olho se ele mantém as propriedades. Quando o colchão começar a ficar deformado ele deve ser trocado”, orienta o especialista.

A Abicol colaborou com o programa, através de informações que orientaram a produção do programa e a Luckspuma, associada da Abicol, forneceu os colchões e as amostras de espuma apresentados na reportagem.

Confira o programa na íntegra:

Dormir bem faz você ganhar massa muscular

Você praticante de academia que já tentou praticamente de tudo para ganhar massa muscular e não obteve ótimos resultados fique atento a este nosso artigo em que damos dicas simplesmente essenciais de como você pode ganhar massa muscular rapidamente dormindo.

Pois bem, atualmente existe muitas notícias desencontradas neste mundo da musculação, este, digamos, esporte, cresceu muito recentemente, com isso, dezenas de centenas de milhares de academias abriram as portas sem quaisquer estruturas, com profissionais da área necessários para dar todo e qualquer suporte ao praticamente de musculação, com isso, muitos dos exercícios praticados pelos frequentadores de academia é de má qualidade, fazendo-os a não ter resultados expressivos.

Um dos grandes erros dos praticantes de musculação é fadigar demais os músculos até os mesmos chegarem ao extremo, e o pior de tudo, isto acontece diariamente e de forma exagerada, infelizmente não sabem eles que isto é prejudicial à saúde e principalmente ao músculo. O músculo precisa antes de qualquer coisa de descanso para crescer, isso é inevitável para uma boa irrigação das fibras e para o crescimentos dos tão sonhados músculos.

Cerca de aproximadamente 70/72% da massa muscular provem da alimentação e principalmente do descanso, ou seja, apenas cerca de 30% da massa muscular provem diretamente dos exercícios físicos regularmente. Exercícios estes que tem de ser seguidos à risca e é claro, diariamente, caso contrário os resultados serão minúsculos, assim como o ganho de massa muscular.

Ou seja, dormir bem é essencial após um longo dia de atividades físicas e de uma ótima alimentação. Vale frisar que existe no mercado alguns suplementos alimentares que complementam da melhor forma possível a sua alimentação diária, são as famosas massas, que podem chegar a impressionantes mil calorias a dose, porém, suplementos alimentares, principalmente as massas, tem de serem tomadas com todo cuidado, caso contrário você pode ganhar peso morto caso não esteja praticando exercícios físicos de qualidade e/ou irregulares, por exemplo.

8 horas de sono é sinônimo de dormir bem, assim como carne leite e peixe é sinônimo de proteínas e consequentemente massa muscular rápida, ou seja, basta agora você conciliar tudo da melhor forma possível e colocar a mão na massa, literalmente. As pessoas de primeira viagem praticantes de musculação tem no começo cerca de duas dúvidas básicas, que ensinarei ao longo deste artigo a como você pode saná-las.

Pois bem, anteriormente eu disse como as academias de todo o Brasil estão com falta de profissionais, mais precisamente os profissionais trainers, com isso muitas pessoas praticam exercícios errôneos e não chegam ao resultado desejado, e o pior, nem a longo prazo, além disso, tais exercícios se feitos de maneira errada pode prejudicar a saúde da pior forma possível.

Por outro lado, um dos maiores erros de quem pretende ganhar massa muscular, seja rapidamente ou não é a alimentação, por estas e outras que é essencial ter uma planilha em mãos sempre que possível para poder acompanhar tudo o que você consome diariamente.

Que tal você ter uma nutricionista online 24 horas por dia, 7 dias por semana? Agora é possível através do aplicativo “Tecnonutri”, ele é simplesmente um aplicativo de gestão em alimentação onde você pode anotar tudo o que consumiu diariamente e ter uma base de quantas proteínas, carboidratos e demais vitaminas você consumiu durante o dia, tendo, portanto, ao final do dia, um resultado das calorias ingeridas e gráficos de sua alimentação.

Resumindo: Dormir bem faz você ganhar massa muscular rapidamente, porém, é preciso seguir todos os passos corretamente, descanso e principalmente alimentação, alinhando tudo você chega ao resultado desejado o mais rápido possível. Qualquer dúvida estamos a disposição

A posição correta para dormir no lugar certo

Ao atingir 60 anos, uma pessoa já passou em média 20 anos de sua vida deitada em um colchão. Ou seja, o ser humano dorme um terço do tempo de sua existência, considerando que em geral as pessoas dormem cerca de oito horas por dia. Várias pesquisas apontam que 90% dos problemas de dores de cabeça, torcicolos, dores na nuca, dores lombares e musculares são decorrentes de noites mal dormidas em colchões inadequados.

Qual é a melhor posição para ter uma boa noite de sono e manter a saúde da coluna? Como escolher o colchão ideal? E o travesseiro? As questões têm muita procedência, pois há milhares de tipos de colchões e de travesseiros, sem contar os diferentes hábitos referentes ao ato de dormir e à posição do corpo durante o sono.

Uma boa noite de sono não apenas nos traz bom humor e tranquilidade para enfrentar o cotidiano como influi diretamente na saúde da coluna. Como ortopedista, este é o ponto que quero enfatizar dentro do tema dormir bem. E é neste contexto que entro na seara de qual é o colchão e o travesseiro mais adequado para cada um e chego à explicação de qual é a melhor posição do corpo para dormir.

Colchão

O colchão a ser usado deve estar de acordo com o biotipo de cada pessoa. Nos colchões de espuma é preciso observar a resiliência, que é a propriedade da elasticidade que se refere ao comportamento do material flexível diante da pressão e a volta ao seu estado inicial, sem deformação. Isto quer dizer, observe se a densidade é a indicada ao volume de seu corpo.

Existe uma tabela, baseada em princípios da ergonomia, que indica a relação entre o peso e altura da pessoa com a pressão que o respectivo volume exerce sobre o colchão. A espuma deverá ter resistência para suportar o corpo. Quanto maior a densidade, maior é o peso que pode ser colocado em cima.

Os modelos mais comuns nas lojas têm espuma com densidade entre 28 e 33 quilos por metro cúbico e altura entre oito e dez centímetros. Uma informação que serve de parâmetro é que o Inmetro aconselha o colchão de espuma flexível de poliuretano de densidade 33 como o mais adequado para o biotipo do brasileiro.

A escolha do colchão precisa equilibrar o gosto pessoal com a real necessidade do corpo. Em linhas gerais, é a resiliência que permitirá que o corpo fique corretamente apoiado sobre o colchão, ou seja, a coluna deve assumir uma posição linear – o que proporciona o relaxamento dos discos de cartilagem.

Entre as dicas básicas, destaco que o colchão deve ser mais para o rígido do que para o mole. Também é importante lembrar que o colchão deve exercer uma função ortopédica, o que significa que precisa ceder na medida exata da curvatura do corpo. O ideal mesmo é experimentar o colchão.

Um teste simples de ser feito é deitar e rolar o corpo: se você conseguir se movimentar rápido, o colchão é mais firme e próximo ao adequado; caso contrário, indica que ele é mole demais, o que também não convém.

Quem dorme em colchão de casal deve considerar sempre o corpo que for maior, mas caso sejam pessoas de portes diferentes, melhor mesmo seria colocar dois colchões de solteiro um ao lado do outro. Uma alternativa intermediária seria optar por um colchão com uma camada acolchoada, que torna a estrutura firme mais macia.

Uma pessoa com problemas na coluna, por exemplo, pode ter acentuada a contratura muscular se dormir em um colchão muito duro. Além disso, a longo prazo, pode vir a comprometer a coluna e a medula nervosa – responsável pela comunicação do cérebro com todas as partes do corpo.

Uma lesão na medula chega a causar danos aos movimentos e sentidos. Por isso, não é recomendado dormir no chão, como muita gente acha.

Não convém continuar dormindo em um colchão que não esteja em bom estado. E quando se deve trocar o colchão? Observe o prazo de garantia que, no geral, é o mesmo que o da validade. Cobertura suja ou rasgada, superfície desnivelada e depressões localizadas são bons indícios de que o momento da troca chegou. Se ao deitar sentir a base de apoio do colchão, esta hora já passou.

Além dos incômodos, um colchão velho pode causar doenças como cifose e a lordose – os principais problemas de coluna, que podem ser resultado de um colchão muito velho ou inadequado. É importante lembrar que a coluna vertebral não é dura ou mole; é firme, flexível. Ao levar essas características em consideração é óbvio que a melhor escolha será um colchão que atenda a este perfil.

Travesseiro

É muito comum a pessoa dormir de mau jeito ou por um movimento brusco ficar com dor localizada ou com aquela dor mais forte, irradiada pela musculatura na região dorsal. Por isso, é preciso ficar atento e dormir sempre com a coluna reta. Se a pessoa costuma dormir de barriga para cima, o travesseiro deve ser macio e fino, apenas para preencher o espaço entre a nuca e o colchão.

O de pluma é bem macio e fica fino com o peso da cabeça. Se a pessoa tem o hábito de dormir de lado, o melhor é o travesseiro de espuma, com altura suficiente para preencher o espaço entre a cabeça e o colchão, criado pelo ombro. A escolha entre um e outro fica mais difícil quando a pessoa alterna de posição durante o sono.

Dicas para manter a saúde da coluna na hora de dormir

  • É contraindicado dormir de bruços (de barriga para baixo).
  • Melhor dormir de costas ou de lado, na posição fetal. Com o corpo em contato com o colchão, a coluna vertebral deverá estar sempre reta. Para isso, conte com a ajuda de travesseiros para apoio, independentemente da posição que se durma.
  • De costas, isto é de barriga para cima, o travesseiro para apoiar a cabeça pode ser fino, considerando a altura dos glúteos. Na posição fetal, o travesseiro para a cabeça deverá ter a altura do ombro e o uso de dois travesseiros pequenos podem trazer mais conforto: um para ser colocado nos joelhos e outro para abraçar, dando maior apoio para os braços cruzados
  • Evite dormir em colchão de densidade não indicada a seu peso e altura. O colchão muito duro não é confortável, mas mole demais não dá sustentação para as partes mais pesadas do corpo, como quadris, ombros e coxas, fazendo com que o corpo afunde nas regiões que concentram maior massa, o que deixa a coluna torta.
  • Use travesseiros de diferentes tamanhos para ajudar a coluna a ficar reta.

Aliás, manter a coluna sempre reta é a melhor maneira de conservá-la saudável durante a vida toda. A postura precisa ser mantida na hora de sentar, caminhar, deitado ou em pé parado. Na cama, relaxe e tenha bons sonhos!

Quer dormir bem? Loja de Colchão em Belo Horizonte e região, colchões é aqui na Colchão e Cia.

Cochilo de meia hora pode reverter impacto hormonal de noite de sono ruim

Um estudo publicado recentemente no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism (JCEM) afirma que um breve cochilo pode ajudar a aliviar o estresse e fortalecer o sistema imunológico das pessoas que dormiram apenas duas horas na noite anterior.

A falta de sono é reconhecida como um problema de saúde pública. Já é comprovado que o sono insuficiente pode contribuir para a redução da produtividade, além desenvolver doenças crônicas, como obesidade, diabetes, hipertensão e depressão. Segundo o National Health Interview Survey, cerca de três em cada 10 adultos relatam que dormem uma média de seis horas ou menos por noite.

“Nosso estudo sugere que um cochilo de 30 minutos pode reverter o impacto hormonal de uma noite de sono ruim”, diz um dos autores da pesquisa, Brice Faraut , PhD, da Université Paris Descartes, na França

Colchões de espuma passam a ser normatizados pelo INMETRO

Esta é uma grande conquista do setor colchoeiro, pois como não havia normas e obrigações a serem seguidas, 67% dos colchões brasileiros apresentavam inconformidades. Isto prejudicava o setor, como o hoteleiro, e a saúde dos consumidores.

Passou a vigorar em todo o Brasil no último dia 6 de agosto a portaria 79 publicada em 3 de fevereiro de 2011 do INMETRO — Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial que estabelece as diretrizes e critérios para a fabricação de colchões e colchonetes de espumas.

“Os fabricantes tiveram um prazo de 30 meses para se adequarem a esta normatização e a partir de agora, nenhum colchão ou colchonete de espuma pode ser fabricado no Brasil sem se enquadrar nesta portaria que estabelece até fevereiro de 2015 o prazo final para a comercialização nos pontos de vendas de produtos sem esta conformidade.

Estes colchões e colchonetes terão o Selo de Identificação da Conformidade, expedido exclusivamente por OCP´s — Organismos de Certificação de Produtos acreditados pelo INMETRO”, explica Cristiane Sampaio, Pesquisadora da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade do Inmetro.

Segundo ela, caso sejam verificados produtos não conformes após os prazos estabelecidos, o INMETRO e IPEMs poderão aplicar as penalidades/sanções previstas na legislação, que variam entre advertência, multa, apreensão de produtos nos pontos de venda/distribuição, sua inutilização, até a interdição do fabricante.

Colchões Certificados pelo IMETRO em BH voce encontra nas aqui nas lojas Colchão & Cia BH.